Home Jurídico Convenções Legislação Parceiros Links Emissão de Guias
(51) 3276-2355
secretaria@sindicreches.com.br
Artigos
11-11-2011
BIG BROTHER NA EDUCAÇÃO INFANTIL: É BOM PARA QUEM?

 

Após muitas perguntas sobre como a Escola funciona, surge a questão da moda: Vocês têm monitoramento das crianças por câmeras ou via Internet? 
De alguns meses para cá é frequente ouvir esta pergunta dos pais que vem até nossa Escola para conhecer nosso trabalho. Quando dou a resposta negativa, percebo em alguns o desejo imediato de ir embora. Nesta hora procuro dar as explicações de minha visão de educadora de crianças pequenas já há 28 anos.
Seria justo expor as crianças ao mundo, entrando em sua intimidade educacional desta forma? Você em sua casa permitiria ser monitorado 24horas em todos os ambientes em que vive? Afinal, os pais confiam ou não em quem escolheram para auxiliarem na educação de seus filhos?
Ao longo de minha experiência como professora de educação infantil observo que em toda sala de aula há uma diversidade saudável de comportamentos infantis assim: os mais quietinhos, os mais agitados, aqueles que mordem, os que batem, os que apanham, aqueles que falam tudo, os que possuem dificuldade na fala, os que correm também aqueles que têm dificuldade motora, os artistas e aqueles que não gostam de desenhar. Esta é a normalidade e o nosso papel de educador é acolher a todos, respeitando a individualidade de cada um e incentivando o convívio saudável em grupo.
O que causaria então uma câmera de vídeo nesta sala? Como os pais do menino que bate agiriam ao ver seu filho tendo esta atitude? E os pais daquele que foi mordido assistindo a cena em que seu filho é machucado? O que as crianças teriam de novidade para contar às suas famílias quando chegassem em casa depois dos pais terem assistido seu dia na escola pelo computador? Quem apreciaria ouvir de outros pais que seu filho é o “mordedor” da turma? Como podemos permitir que crianças tão pequenas já sejam discriminadas e estigmatizadas? 
É preciso proteger as crianças deste modernismo que invade a sua liberdade de agir, falar e brincar. É preciso que as famílias escolham um ambiente confiável para deixarem seus filhos, um ambiente que estimule todo seu potencial, que possua professores com uma formação adequada ao trabalho que fazem, um projeto pedagógico próprio a faixa etária, um local que permita que os pais entrem na sala para conversar com os profissionais sobre o desenvolvimento de seus filhos. Se as famílias fizerem uma boa escolha, com toda certeza, não sentirão necessidade de controlar (ou “policiar”) o que estão fazendo com seus filhos ou o que eles estão fazendo durante o dia na escola.
Seguidamente ouço os pais dizerem: Eu queria ser uma mosquinha para vê-lo brincar! Então respondo que poderá ver nas reuniões onde são apresentados vídeos dos projetos desenvolvidos e fotos das atividades principais que desenvolvem na Escola. É claro que os professores terão todo cuidado de preservarem as crianças nos vídeos que serão apresentados, procurando evidenciar somente as questões relativas ao desenvolvimento do grupo no processo ensino-aprendizagem.
Por fim, vivemos numa sociedade em que as pessoas cada vez mais vivem dentro de suas casas, sem conviver com amigos, vizinhos, parentes, tornando-se dia-a-dia mais egocêntricas, temerosas e fechadas entre quatro paredes. Nossas crianças precisam aprender a viver em grupo, a respeitar o outro com suas peculiaridades, a conviver com a natureza e a respeitá-la, não será fechando-as em nossas casas e vendo o mundo pela TV e pelo computador que ofereceremos este ambiente social para as novas gerações. 
 
Maria Inês Spolidoro Oliveira
Diretora Pedagógica 
Escola Meladinho

 
Voltar
 
 
Últimas noticias
11/05/2021
prestação de serviços profissionais de empregados e professores
Leia mais
 
26/04/2021
posicionamento referente ao funcionamento das Escolas de Educação Infantil
Leia mais
 
 
Últimos artigos
18/05/2018
Reunião na prefeitura de PoA 17/05/2018 - 2º Encontro
Leia mais
 
22/03/2018
Reunião na prefeitura de PoA 21/03/2018
Leia mais
 
 
Próximos eventos
Aguarde publicação.